sábado, 30 de janeiro de 2010

ENGASGAR


O engasgo é uma manifestação do organismo para expelir o alimento ou objeto que toma um caminho errado. Na parte superior da laringe localiza-se a epiglote que funciona como uma porta que permanece aberta para permitir a chegada do ar aos pulmões e se fecha quando engolimos algo, isso para bloquear a passagem do alimento para os pulmões e encaminhá-lo ao estômago. Em alguns casos a epiglote falha e o alimento segue para a laringe e pára bloqueando a passagem de ar até os pulmões e isso faz com que o organismo reaja com jatos de ar que são enviados pelas terminações nervosas da laringe. A saída do alimento ocorre pela boca ou nariz e marca o fim do engasgo. O engasgo pode ser bastante perigoso se a vítima não for rapidamente socorrida, pois a falta de ar pode causar a morte. Por este fato é importante que a pessoa engasgada tussa para expelir o alimento que bloqueia a epiglote. Caso a pessoa não consiga, pode-se aplicar a Manobra de Heimlich (ver figura) que é o melhor método para desobstruir as vias aéreas.Deve-se posicionar atrás da pessoa engasgada e abraçá-la na altura do estômago. O próximo passo é dar empurrões para cima e para dentro ao mesmo tempo para comprimir o abdômen contra os pulmões forçando o desbloqueio da epiglote. Se a vítima estiver inconsciente é necessário chamar rapidamente o serviço médico de urgência para que procedam da forma correta e necessária a fim de preservar a vida da vítima. Os procedimentos normalmente utilizados são: • Ventilação mecânica: É o método que utiliza uma máscara de ventilação para auxiliar a entrada e a saída de ar do organismo. • Traqueostomia: É o método que utiliza a abertura da traquéia para fazer o desbloqueio da mesma. • Intubação endotraqueal: É o método que utiliza um tubo que é introduzido na traquéia para facilitar a ventilação mecânica ou a ventilação através de aparelhos. • Cricotireoidostomia: É o método que utiliza a abertura da larinComo evitar engasgos:
· É importante que haja sempre um adulto de olho durante as refeições.
· Certifique-se de que a criança fique sentada enquanto come; é mais fácil ela engasgar se estiver correndo, deitada, brincando ou quando cai. Também espere que ela termine de falar, chorar ou rir para oferecer a comida.
· Não deixe outras pessoas distraírem seu filho enquanto come, pois é nesta hora que muitos engasgam. Mantenha um ambiente calmo durante as refeições.
· Se o seu filhote ainda utiliza a mamadeira, certifique-se de que o buraco não esteja muito grande.
· Comece a oferecer alimentos sólidos apenas quando seu filho estiver pronto.
· Ensine-o a mastigar bem os alimentos antes de engoli-los.
· Ofereça um pouco de líquido junto com a comida. Um gole ajuda a engolir. Não espere o fim da refeição para servir a bebida.
· Ofereça porções pequenas, apropriadas a uma criança.
· Evite alimentos muito grandes, como pedacos grandes de carne, frutas e vegetais; muito pequenos como sementes de laranja, melancia, girassol, uva passa; muito firmes, como balas duras, amendoim; alimentos moles como marshmallows ou colheradas de manteiga de amendoim, ou escorregadios (como uvas e cerejas inteiras).
· Cozinhe os vegetais até ficarem macios, pois vegetais crus são mais difíceis de mastigar.
· Evite oferecer balas duras e pipoca a crianças menores de 4 anos. Corte as salsichas no sentido do comprimento e os vegetais, como a cenoura, em tirinhas. Nozes devem ser picadas.
· Corte as uvas ao meio ou em quartos. As frutas mais duras devem ser cortadas em pedaços menores ou em tirinhas.
· Se você deu uma festinha em casa, cuide muito bem da limpeza e não deixe nenhum alimento ao alcance de seu filho. A manhã seguinte pode ser uma hora perigosa, se ele conseguir encontrar uma sobra.
· Tome cuidado extra com crianças que possuem algum tipo de deficiência que aumente as chances de engasgo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário